Exercício para Reforma Íntima (A Palavra em Casa)

“... Quando o ensinamento do Mestre vibra entre quatro paredes de um templo doméstico, os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum."
A observação impensada é ouvida sem revolta.
A calúnia é isolada no algodão do silêncio.
A enfermidade é recebida com calma.
O erro alheio encontra compaixão.
A maldade não encontra brechas para insinuar-se.

E aí, dentro desse paraíso que alguns já estão edificando, em beneficio deles e dos outros, o estímulo é cântico de solidariedade incessante; a bondade é uma fonte inexaurível de paz e entendimento; a gentileza é a inspiração de todas as horas; o sorriso é a sombra de cada um, e a palavra permanece revestida de luz, vinculada ao amor que o Amigo celeste nos legou.
Somente depois da experiência da palavra de Cristo no lar, o coração está realmente habilitado para distribuir o pão divino da Boa-Nova junto da multidão, embora devamos o esclarecimento amigo e o conselho santificante aos companheiros da romagem humana, em todas as circunstancias.
Não olvidemos, assim, os impositivos da aplicação com o Cristo, no santuário familiar, onde nos cabe o exemplo da paciência, compreensão, fraternidade, serviço, fé e bom animo, sob o reinado do amor, porque, estudando a palavra do Céu em quatro Evangelhos, que constituem o Testamento da Luz, somos cada um de nós, o quinto Evangelho inacabado, mas vivo e atuante, que estamos escrevendo com os próprios testemunhos, a fim de que a nossa vida seja uma revelação de Jesus, aberta ao olhar e a apreciação de todos, sem necessidade de utilizarmos muitas palavras na advertência ou na pregação. (LUZ NO LAR)

###########################

A reflexão e o exercício dessa semana vem nos mostrar a importância do estudo da palavra no nosso lar. Buscamos a paz de Deus, nas igrejas, assembleias, centros e templos, e não a temos na nossa casa. A nossa casa reflete, as nossas aflições. Devemos preenche-la com bênçãos.
Assim, a sugestão é que seja implantado um dia de estudo.
- No mesmo dia e horário, 1 (uma) vez na semana;
- Com a participação de quem quiser participar. O estudo não deve ser mais um motivo de desavenças. Cada pessoa tem seu tempo, e se o tempo dos teus familiares não chegou ainda, faça só. Faça você e Deus. O tempo e a paz do outro chegará.
- Sente-se a mesa, com algo edificante para ler, faça uma oração inicial, peça proteção a sua casa.
- Leia a palavra, e reflita, ou converse com quem estiver participando. Este não deve ser um momento para discussões, ou apontamento de erros. Mas um momento de reflexão.
- Por fim, coloque as suas intenções de orações, por pessoas e causas.
- Encerre, agradecendo a oportunidade de seguir e o amparo do Pai.
No decorrer do tempo, perceberá a paz na sua casa. Porque a sua casa, também é a casa do Pai.
Deus abençoe o seu lar.

Tânia Scherer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!