Exercício para Reforma Íntima (Como pedes?)

“Até agora, nada pedistes em meu nome, pedi e recebereis, para que vosso gozo sem cumpra.” Jesus (João, 16:24)

Em muitos recantos, encontramos criaturas desencantadas da oração.
Não prometeu Jesus a resposta do Céu aos que pedissem no seu nome?
Muitos corações permanecem desalentados porque a morte lhes roubou um ente amigo, porque desastres imprevistos lhe surgiram na estrada comum.
Entretanto, repitamos, o Mestre Divino ensinou que o homem deveria solicitar em seu nome.
Por isso mesmo, a alma crente, convicta da própria fragilidade, deveria interrogar sua consciência sobre o conteúdo de suas rogativas ao supremo Senhor, no mecanismo das manifestações espirituais.
Estará suplicando em nome do Cristo ou das vaidades do mundo? Reclamar, em virtude dos caprichos que obscurecem os caminhos do coração, é atirar ao divino Sol a poeira das inquietações terrenas, mas pedir, em nome de Jesus, é aceitar-lhe a vontade sábia e amorosa, é entregar-se-lhe de coração para que nos seja concedido o necessário.
Somente nesse ato de compreensão perfeita do seu amor sublime encontraremos o gozo completo, a infinita alegria.
Observa a substancia de tuas preces. Como pedes? Em nome do mundo ou em nome do Cristo? Os que revelam desanimados com a oração, confessam a infantilidade de suas rogativas. (CAMINHO, VERDADE E VIDA)



Como pedes? Para que você quer a sua graça? Para se satisfazer ou para poder ajudar alguém? Para se satisfazer ou para contribuir para que o mundo melhore um pouco?
Quando peço um emprego, qual a minha intenção em trabalhar? Apenas ter um salário? Apenas dizer que estou trabalhando? Ajudo as pessoas no meu trabalho?
O nosso emprego, os nossos caminhos, devem ser trilhados pensando sempre no melhor que podemos ser. Cada pessoa que passa por mim, deve levar algo de bom.
Essa reflexão traz inúmeros questionamentos.
Quando Jesus diz que podemos pedir em nome Dele e receberemos, podemos observar os pedidos que Ele mesmo fez. Ele nunca pediu por Ele.
Precisamos treinar o nosso olhar para ver um pouco mais a frente. Com a minha saúde terei vitalidade para trabalhar melhor em prol dos outros. Trabalhos voluntários são urgentes. Pessoas obtém uma graça e continuam a reclamar. O que você faz com a graça que você recebeu?
O exercício dessa semana é para ver se que você quer trará algo de bom para o mundo. Se for somente desejo pessoal, repense. Deus não está a nossa disposição.

Tania Scherer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!