Exercício para Reforma Íntima (Cooperação)

“E ele respondeu: Como poderei entender se alguém me não ensinar?” — (ATOS, 8.31)
Desde a vinda de Jesus, o movimento de educação renovadora para o bem é dos mais impressionantes no seio da Humanidade.
Em toda parte, ergueram-se templos, divulgaram-se livros portadores de princípios sagrados.
Percebe-se em toda essa atividade a atuação sutil e magnânima do Mestre que não perde ocasião de atrair as criaturas de Deus para o Infinito Amor. Desse quadro bendito de trabalho destaca-se, porém, a cooperação fraternal que o Cristo nos deixou, como norma imprescindível ao desdobramento da iluminação eterna do mundo.
Ninguém guarde a presunção de elevar-se sem o auxílio dos outros, embora não deva buscar a condição parasitária para a ascensão.
Referimo-nos à solidariedade, ao amparo proveitoso, ao concurso edificante. Os que aprendem alguma coisa sempre se valem dos homens que já passaram, e não seguem além se lhes falta o interesse dos contemporâneos, ainda que esse interesse seja mínimo.
Os apóstolos necessitaram do Cristo que, por sua vez, fez questão de prender os ensinamentos, de que era o divino emissário, às antigas leis.
Paulo de Tarso precisou de Ananias para entender a própria situação.
Observemos o versículo acima, extraído dos Atos dos Apóstolos. Filipe achava-se despreocupado, quando um anjo do Senhor o mandou para o caminho que descia de Jerusalém para Gaza. O discípulo atende e aí encontra um homem que lia a Lei sem compreendê-la. E entram ambos em santificado esforço de cooperação.
Ninguém permanece abandonado. Os mensageiros do Cristo socorrem sempre nas estradas mais desertas.
É necessário, porém, que a alma aceite a sua condição de necessidade e não despreze o ato de aprender com humildade, pois não devemos esquecer, através do texto evangélico, que o mendigo de entendimento era o mordomo-mor da rainha dos etíopes, superintendente de todos os seus tesouros. Além disso, ele ia de carro e Filipe, a pé. (Caminho, verdade e Vida)

💥💥💥💥💥

Esse exercício tem pouco a ver com a instrução curricular, a escola, a faculdade, a pós graduação. Tem a ver com os aprendizados da vida.
Dito isso, feche os olhos por um minuto e analise como você se vê no quesito sabedoria.

🌀🌀🌀🌀🌀🌀

A reflexão dessa semana diz que é necessário que aceitemos a nossa condição de necessidade de aprender. Você acha que você precisa aprender?
Me posiciono de que forma? Já sei de tudo? Se já sei de tudo, onde cabe um novo aprendizado? Você já experimentou desaprender e aprender algo novo? Posso desaprender até o jeito que eu faço café e experimentar outra forma, talvez seja melhor que a minha maneira.
Tudo o que somos é resultado de vivências e aprendizados. E é possível ressignificar. Ressignificar é dar um novo significado as coisas.
Ressignificar é tirar o peso do que passou e perceber que aquilo não te afeta mais. Olhar o fato de longe, como se estivesse assistindo um filme. Experimente. Sabe aquela situação que você acha que ainda dói muito? Veja ela de novo. E perceba que ela não te machuca mais da forma que machucou da primeira vez.
Como o texto diz, a cooperação é essencial. Cada pessoa que está ao nosso lado é uma fonte de ensinamentos. Livros, palestras. Substitua o jornal da TV por uma leitura edificante, por um curso. Por algo que te faça bem. Isso também é ressignificar, assistimos o jornal porque “todo mundo” assiste. Mas você já parou para pensar se você gosta realmente de assistir o jornal?
Albert Einstein dizia que “Tudo aquilo que o homem ignora, não existe pra ele. Por isso o universo de cada um, se resume no tamanho de seu saber.”
A vida é linda e é um convite ao aprendizado. Se abra para o desconhecido, pode ser que você tenha medo de começar algo novo, uma nova rotina, um novo curso, de abandonar aquela roupa velha, mas vale a pena.
Vale a pena até reaprender a respirar. Respiramos curtinho, na pressa. Inspire profundamente pensando DEUS e solte o ar lentamente mentalizando OBRIGADA.
Te convido essa semana a iniciar novos aprendizados. O que você prefere começar? O estudo do evangelho, um curso de culinária, de organização, de finanças.
E a propósito, qual a primeira desculpa que vem na sua cabeça? Falta tempo, pode ser também falta dinheiro não é?
Seja mais forte que a sua melhor desculpa.
Existe um infinidade de cursos on-line, grátis inclusive. Se permita.
Aumente o tamanho do seu universo.

Tania Scherer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!