A dualidade do bem e do mal

A dualidade do bom x mal ou do certo x errado, sempre nos afasta de algo ou de alguém.
Quando acredito que eu sou o certo, imediatamente sinto que o outro está errado e me afasto ou excluo o outro lado.
As guerras começam assim, as separações e o ódio começam assim.
Quando os valores da minha família são os certos, os valores e a família do outro são errados.
Se tomamos partido na história de um casal, por exemplo, e dizemos que tem uma vítima, estamos dizendo também que ali tem um algoz.
Essa dualidade não nos faz ver que não existe o bom ou o mal, o certo ou o errado, mas só nos dá a certeza de que são duas coisas diferentes e que uma não excluí a outra.
Aprender a lidar com as diferenças é aceitar a realidade e a si mesmo, se reconciliando com a própria vida.

(Gustavo Soares)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!