Exercício para Reforma Íntima (O que tem na sua xícara?)

Você está segurando uma xícara de café quando alguém chega e balança seu braço, fazendo com que derrame o café por todo lado. Por que você derramou o café?
“Bem, porque alguém encostou em mim, é claro!”
Resposta errada.
Você derramou o café porque o café estava na xícara.
Se dentro houvesse chá, você teria derramado chá.
O que quer que esteja dentro da xícara é o que será derramado.
Portanto, quando a vida chega e balança você (algo que com certeza irá acontecer), seja o que for que esteja dentro de você irá sair.
É fácil fingir até que você seja chacoalhado.
Então temos de perguntar a nós mesmos… o que há dentro da minha xícara?
Quando a vida fica difícil, o que derrama?
Alegria, gratidão, paz e humildade?
Ou fúria, amargura, palavras e ações duras?
Você escolhe! (Texto baseado na Sabedoria dos Rabinos)

🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼🌼

Costumo dizer que não existe vida sem problemas, mas existe vida em paz.
Já passei por problemas na vida e conheço pessoas que passam por grandes turbulências, enfrentam tantos problemas, um atrás do outro, com paz no coração e a certeza de que tudo ficará bem.
Essa é minha meta. Quando comparo meus problemas, são insignificantes. Já dizia Madre Tereza de Calcutá: "Se Olhar a sua volta e Observar os fardos que os outros estão carregando, vai perceber que a vida tem sido generosa com você".
E realmente isso não depende da quantidade de dinheiro que você possui, da cidade onde mora, a paz não está fora, está dentro do seu coração.
É chegado o momento de cultivar a paz no seu coração. Se a paz não fizer parte de suas atitudes, não fará parte da sua vida. Então convido você a iniciar essa caminhada. A paz, assim como a felicidade, que foi tratada no exercício anterior, não é um evento, é uma construção.
É cada dia um passo. É se observar. Observar seu comportamento, como se estivesse assistindo outra pessoa e assim analisar a situação. Somos tão bons em analisar e julgar os comportamentos nos outros, não é mesmo? Temos opinião formada sobre tudo e sobre todos.
É necessário que não julguemos mais. Precisamos aprender a olhar mais para nós mesmos. Quando me observo, percebo que tenho dificuldade de mudar o que incomoda em mim. Como posso cobrar que o outro mude?
Cada conquista deve ser comemorada. Se eu conseguir ir trabalhar sem ficar nervosa com o atraso do ônibus, e aproveitar o percurso, já é um momento de paz. Já que está atrasado, comece a leitura de um livro. Faça as listas do que você precisa fazer no dia, até a lista do mercado. Assim estará aproveitando seu tempo. O ônibus não vai mais rápido porque você está nervosa.
Cada atitude é um passo em direção à paz.

Sugestões para exercitar a paz:

1. Se ame;
2. Seja grato;
3. Não julgue os outros, e não se importe com o julgamento dos outros sobre você;
4. Seja positivo, veja sempre o lado bom das coisas;
5. Não existe vida sem problemas, lide com os problemas da melhor forma possível;
6. Todos erramos, não olhe tanto para os seus erros, orgulhe-se das suas qualidades;
7. Confie em você;
8. Inicie o seu processo de autoconhecimento;
9. Ajude alguém.
10. Observe o que você pensa e o que você fala.

Tania Scherer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!