Ofensas: Não atire as setas da ofensa contra o corpo que está pronto para receber o seu carinho!

Como pode um casal se relacionar e educar seus filhos sob a metralhadora dos impropérios e o bombardeio das ofensas?
Que lamentável é ver casais intrigados, um repudiando o outro, destilando o desamor! E a ofensa, sem dúvida, é um componente causador dessa chaga.
Lançar ofensas é como lançar torpedos: onde caem geram desarmonia. Ao transformar batalhas sob o mesmo teto, a ofensa destrói o amor, o respeito, e transforma amigos em inimigos.
Ofender é instar-se contra o parceiro e, com atos ou palavras, ferir sensibilidades, agravar a moral, melindrar sentimentos. Há que se apascentar os ânimos, "esfriar o sangue".
Nervos a flor da pele e pensamento fritando no calor do ódio, são armas apontadas, prontas para disparar. E como podem, assim, viver sob a égide da paz, homem e mulher, a digladiar-se com a espada da ofensa?
Tratamento afável, cortês, desafazendo mal entendidos e amenizando dificuldades do dia a dia, é receita da união fraterna, tranquila e duradoura.
(Inácio Dantas).
Compartilhe e espalhe fé e amor!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!