Domingo..

Domingo é dia para acordar mais tarde, piscar os olhos devagar enquanto o sol enche as retinas de luz. Ou espichar os ouvidos para ouvir as gotas de chuva cantarem sobre telhados e calçadas.
Dia de abraçar o amado que ainda dorme, passar-lhe as mãos nas costas, sem pressa. E rir baixinho quando ele ronronar, deliciado.
Domingo é para a gente dançar pela sala, para ouvir música antiga, cantar desafinado, comer comida feita pela mãe.
Dia de encher a casa com o cheiro do café, engasgar de tanto rir, dar abraços de urso nos filhos.
Dia de comer bolo - de milho, de laranja, de chocolate.
Domingo é dia de pizza, pipa, caramelo, bicicleta, balão colorido.
Dia de brincar com os cãezinhos, de se enroscar com os gatos, de ficar com preguiça, de ler livros, de assistir filmes comendo pipoca feita em casa.
Domingo é dia de ser feliz sem medida.
Deveriam proclamar todos os domingos Dia Nacional do Beijo. E a gente passaria o dia a beijar todos os amados.
Não é incrível que toda semana haja domingo e a gente se encante com ele com a mesma intensidade?
Bom domingo, queridos.

(Texto de Sonia Zaghetto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
O Seu comentário é muito importante para nós!
Porém, dados pessoais e pedidos com nomes e histórias não serão publicados, para não expormos ninguém. Nem sempre respondemos a todos os contatos e e-mail, mas certamente colocaremos a todos em oração.
Gratidão!